Fiat Zona de iniciantes
Fazer Login
Academia de CoinEx

O que é a ponte Polygon e como ela funciona?

2023-02-02 03:51:12

A ponte Polygon é uma ponte cross-chain desenvolvida para conectar a blockchain Polygon a outras blockchains, ela permite que os ativos sejam transferidos da rede polygon para outras blockchains.

A ponte Polygon existe através de carteiras de criptomoedas compatíveis e algumas exchanges descentralizadas. O que é Polygon? Polygon é uma blockchain de camada 2 construída na blockchain da Ethereum, ela foi projetada para desenvolver redes blockchain baseadas em Ethereum e soluções de escalabilidade.

As blockchains sempre tiveram problemas com a interoperabilidade, já que redes diferentes usam diferentes protocolos e não são flexíveis o suficiente para se comunicar entre si e permitir a transferência de tokens entre blockchains. Para resolver esse problema, a ponte Polygon foi criada.

Conectando a blockchain Polygon à Ethereum 

A ponte Polygon foi criada para ser a uma cross-chain para a Plasma e uma opção de  Proof-of-Stake segura, trazendo um canal de transação bidirecional confiável entre a Polygon e a Ethereum.

Essa ponte permite que os usuários enviem tokens da blockchain Polygon para a blockchain Ethereum e vice-versa sem correr riscos com terceiros ou ser limitado pela liquidez do mercado.

A ponte Polygon oferece uma solução de dimensionamento rápida, com taxas baixas e flexível. Ela foi criada usando uma estrutura de consenso duplo e usa Proof-of-Stake (PoS) e Plasma para maximizar a velocidade e fornecer descentralização.

A Polygon desenvolveu o sistema para suportar sidechains "Ethereum Virtual Machine", que permite transições de estado arbitrárias. É essencial saber quando seus tokens são vinculados, a transferência circulante permanece inalterada.

Quando uma criptomoeda na blockchain Polygon é conectada a blockchain Ethereum, os tokens que saem da Polygon são bloqueados e os tokens bloqueados equivalentes são mintados em uma proporção de 1:1 como um token vinculado na rede blockchain Ethereum.

Para devolver os tokens a Polygon, eles são queimados na blockchain da Ethereum e desbloqueados na Polygon. Você pode ler mais sobre Conectar a rede Polygon à Ethereum na documentação da Polygon.

Ponte Proof-of-Stake (PoS)

Existem duas pontes construídas na blockchain Polygon que podem ser usadas para transferir tokens e ativos entre as blockchains Ethereum e Polygon. São elas: 

ponte Plasma; ponte Proof-of-Stake (PoS).

A ponte Plasma é mais segura em comparação com a Proof-of-Stake (PoS) devido ao Mecanismo de Saída Plasma. Quando um usuário deseja fazer a ponte de uma criptomoeda entre a Polygon e a Ethereum, é necessário depositar os tokens através da plataforma de ponte descentralizada.

O usuário deve interagir com um contrato que bloqueará a quantidade de criptomoedas depositada. Depois que essa transação de aprovação for confirmada, o proprietário do ativo interage com outro contrato chamado contrato RootChainManager para concluir o depósito.

A retirada de ativos por meio da ponte Proof-of-Stake é extremamente rápida. É tão simples quanto queimar a criptomoeda na rede Polygon, coletar o hash da transação e enviá-lo ao contrato RootChainManager.

O RootChainManager então invoca um contrato para liberar os fundos bloqueados na rede Ethereum. Depois que a transação de queima é verificada na rede Polygon, leva em média de 30 minutos a 3 horas para ser comprovada.

Checkpointing é o processo de integração de transações Polygon na blockchain da Ethereum. Após o checkpointing, o comprovante dessa transação de queima (hash da transação) é submetido ao RootChainManager, acionando um contrato para liberar os tokens bloqueados que foram depositados.

Todos esses processos são automatizados e rápidos, uma ponte de usuário não testemunha todos esses processos ao interagir com a ponte Polygon.

Polygon para a ponte Plasma 

A ponte Plasma oferece maior segurança do que a ponte Proof-of-Stake (PoS) devido ao seu mecanismo de saída plasma. Uma desvantagem da ponte são suas restrições; um período de retirada de 7 dias se aplica a todas as retiradas da Polygon para Ethereum feitas usando a ponte Plasma.

O usuário deve depositar tokens por meio de um contrato Polygon na Rede Principal para se comunicar com a ponte Plasma. Os ativos correspondentes serão mintados na rede Polygon assim que os tokens depositados forem confirmados na rede principal.

Os tokens restantes na Rede Principal podem ser retirados pelo usuário sempre que estiverem prontos. As retiradas são iniciadas na Sidechain Plasma. Os blocos da camada de blocos Polygon são validados desde o checkpoint anterior em intervalos de 5 minutos.

Um token chamado Exit NFT é criado com um valor equivalente assim que o ponto de verificação é submetido ao contrato da mainchain da Ethereum. Um procedimento de saída do processo pode ser usado para reivindicar os fundos retirados de volta à sua conta Ethereum através do contrato na rede principal.

Configurando sua Metamask para a rede Polygon 

MetaMask é uma carteira Ethereum popular sem custódia que se conecta facilmente a diferentes redes blockchain. Mas você tem que configurar sua Metamask para suportar algumas blockchains. Abaixo estão as etapas para configurar seu aplicativo blockchain Metamask para se conectar à rede Polygon.

Passo um

Baixe a extensão Metamask para o seu PC, se você usar um PC, ou o aplicativo Metamask para o seu celular, se você usar um telefone celular. Em seguida, configure sua carteira Metamask e certifique-se de manter sua chave privada ou frase seed segura.

Passo dois

Faça login no seu aplicativo Metamask, clique na barra de navegação e vá para configurações, depois de abrir “configurações”, selecione Rede e selecione “Adicionar rede”. 

Se você estiver acessando a Metamask através da extensão do seu PC, a rede Ethereum é a rede padrão, na parte superior clique em Ethereum Mainnet, role para baixo e selecione “Adicionar Rede”.

Se Polygon Network estiver na lista suspensa, selecione-a. Mas se a Polygon não estiver lá, siga as etapas abaixo.

Passo três

Depois de clicar em "Adicionar rede", insira os parâmetros de rede do Polygon da seguinte forma:

Nome Network: Polygon Mainnet

Nova URL RPC: https://polygon-rpc.com/

Chain ID: 137

Símbolo: MATIC

Acesso: https://polygonscan.com

Conclusão

A interoperabilidade era um problema para as exchanges descentralizadas, pois os tokens não podiam ser enviados de uma blockchain para outra. A ponte Polygon foi desenvolvida para resolver esse problema de interoperabilidade e aumentar a flexibilidade das blockchains.

A Polygon desenvolveu duas pontes, a Plasma e a proof-of-stake (PoS), e ambas têm seus prós e contras.



Artigo Passado
Explorador de Blockchain Solscan: o que você pode rastrear?
Artigo Próximo
Significado de Termos Cripto: GM & NGMI & WAGMI