Fiat
Mercado
Spot
Futuros
Finanças
Promoção
Mais
Zona de iniciantes
Fazer Login
Academia de CoinEx

Explicando a Rede Peer-to-Peer

2023-03-02 06:45:18

O que é uma rede Peer-to-Peer?

Uma rede peer-to-peer é uma interconexão de dois ou mais computadores (dispositivos) destinados principalmente a compartilhar recursos de forma descentralizada. As redes peer-to-peer permitem que dois ou mais computadores compartilhem recursos e arquivos diretamente entre si sem o uso de um servidor central.

Os pares são participantes igualmente privilegiados nas redes P2P porque não há administradores centrais ou órgãos reguladores. Em um modelo de rede peer-to-peer, todos os pares compartilham o mesmo poder e responsabilidades. Cada par em uma rede peer-to-peer (P2P) desempenha as funções tanto de um cliente quanto de um servidor. Os pares no sistema de rede enviam e recebem recursos.

O modelo de rede peer-to-peer tornou-se popular quando foi implementado por um estudante universitário americano chamado Shawn Fanning em junho de 1999. Shawn desenvolveu um serviço de compartilhamento de música chamado Napster. Em um servidor de indexação promovido pelo Napster, os usuários podem procurar por músicas baseadas no título da faixa ou nome do artista.

P2P Network

Como funciona uma rede Peer-to-Peer?

Uma rede peer-to-peer é construída com base na ideia de que os pares de nodes iguais podem servir como “clientes” e “servidores” para outros nós simultaneamente. Este tipo de configuração de rede é distinto do modelo cliente-servidor, em que a comunicação normalmente vai e vem de um servidor central.

As redes P2P são mais robustas devido a sua estrutura descentralizada, eliminando um possível ponto único de falha, que vem com os sistemas baseados em cliente-servidor. A capacidade geral do sistema cresce à medida que mais pares (nodes) são adicionados, aumentando a demanda do sistema e diminuindo a probabilidade de falha. A rede não é comprometida ou prejudicada se um dos pares for incapaz de operar corretamente.

Em contrapartida, os clientes em um modelo cliente-servidor típico não compartilham seus recursos com o sistema; apenas suas demandas são compartilhadas. Neste cenário, à medida que mais usuários se inscrevem no sistema, menos recursos estão disponíveis para suportar cada usuário, e a rede é interrompida se o servidor central for desligado.

Qual é a característica chave do modelo de rede peer-to-peer?

Descentralização é uma característica do modelo peer-to-peer (P2P) que revolucionou a forma como as pessoas compartilham dados, recursos e serviços. A descentralização possibilita aos usuários interagir diretamente uns com os outros, sem a necessidade de um servidor central ou banco de dados. Este modelo tem muitas vantagens, incluindo maior privacidade, menores custos e maior confiabilidade.

Em um sistema descentralizado, a rede é distribuída por vários computadores, e cada node é responsável pela manutenção de seus próprios dados. Isto significa que nenhum node pode ser derrubado ou comprometido, já que os dados são armazenados em diversos locais. Isto também torna mais difícil para os hackers acessar informações, já que eles precisariam obter acesso a todos os nodes da rede para fazê-los.

Descentralização também facilita a conexão dos usuários entre si e o compartilhamento de recursos. Isto a torna ideal para aplicações como compartilhamento de arquivos, streaming de áudio e vídeo, além de jogos online. O modelo P2P também permite aos usuários acessar dados de qualquer parte do mundo e se beneficiar de uma variedade de serviços e aplicações.

O que é uma rede peer-to-peer em blockchain?

A blockchain é alimentada por uma rede peer-to-peer e criptografia. Bitcoin, a primeira aplicação da blockchain, foi definida como “uma rede de pagamento peer-to-peer que opera em um protocolo criptográfico”. O protocolo de rede da blockchain do Bitcoin permite que os pares (nodes) mantenham a rede peer-to-peer, compartilhem recursos e validem blocos de transação.

Nenhuma autoridade centralizada administra uma rede blockchain peer-to-peer, e somente os pares podem validar transações. Isto aumenta a transparência e a confiança sem depender de uma autoridade central ou de terceiros expostos à corrupção.

Os pares na blockchain do Bitcoin operam sob um consenso chamado de “prova de trabalho”. Um consenso é uma forma de acordo em que os pares operam em uma rede peer-to-peer. Os pares protegem a rede verificando os blocos de transações e adicionando-os à blockchain. Estes pares (nodes) também são conhecidos como mineradores.

Os mineradores da blockchain resolvem alguns cálculos criptográficos, e o primeiro mineiro a obter a resposta a esse problema é recompensado com Bitcoin. Os outros mineradores então verificam o bloco de transações, que então é adicionado a blockchain.

Os dados da blockchain são descentralizados, isto é possível com a implementação do modelo peer-to-peer. Os dados da blockchain não são armazenados em um local centralizado. Os dados em blockchain são armazenados nos nodes (pares) ou computadores da rede. Cada node tem uma cópia dos dados da blockchain, que consiste principalmente de transações realizadas na blockchain. Como resultado, o sistema é suportado por cada node da rede.

Vantagens e desvantagens da rede Peer-to-peer

Vantagens e desvantagens da rede Peer-to-peer


Artigo Passado
Significado DCA (Média de custo em dólar)
Artigo Próximo
O que é o Binance USD (BUSD)?