Fiat Zona de iniciantes
Fazer Login
Academia de CoinEx

Como guardar as criptomoedas com segurança

2023-06-09 09:25:06

Saiba como manter suas criptomoedas em segurança com dicas e passo a passo 

Armazenar informações de ativos de criptomoeda

Com o crescente interesse e adoção pelas criptomoedas, é essencial entender como guardar esses ativos com segurança. Afinal, as moedas são armazenadas em carteiras digitais, e qualquer descuido ou falta de precaução pode resultar na perda dos fundos. 

Nesse artigo, vamos explorar e explicar melhor algumas práticas e medidas que podem ser adotadas para manter as criptomoedas com segurança. Desde a escolha da carteira até a implementação de medidas adicionais. 

Escolha da carteira de criptomoedas

A escolha da carteira que vai utilizar para guardar suas criptomoedas é um passo crucial para garantir a segurança. Existem diferentes tipos de carteiras disponíveis, cada uma com seus objetivos e métodos de segurança.  

Existem alguns tipos de carteira, como as hot wallets (carteiras quentes) utilizadas para armazenar suas criptomoedas com segurança para usar no dia a dia. Essa é uma das formas mais práticas para quem vai fazer negociação semanal ou diária com as moedas, sendo as software wallets, desktop wallets ou mobile wallets todas as carteiras on-line. 

Outra opção são as cold wallets (carteiras frias) usadas por quem deseja manter o ativo a longo prazo, sem a preocupação de vender ou negociar ao longo do mês. Há diversos formatos de carteira fria como as papers wallets (carteiras de papel) e hardware wallets, que são similares a um pen drive onde é possível armazenar os ativos. 

Ao selecionar uma carteira de criptomoedas, é fundamental avaliar os recursos de segurança oferecidos. Alguns aspectos a serem analisados são: 

  • Armazenamento das chaves privadas.
  • Criptografia forte para proteger as chaves privadas.
  • Controle total sobre as chaves privadas, garantindo que você seja o único detentor do acesso aos seus fundos.
  • Autenticação em dois fatores (2FA) para adicionar uma camada extra de proteção.

Gerenciamento de chaves privadas

O gerenciamento adequado das chaves privadas é essencial para garantir a segurança das suas criptomoedas. Toda carteira possui chaves privadas, sendo a prova de propriedade dos seus ativos. Se essas chaves forem comprometidas, provavelmente vão refletir na perda total dos fundos.

Por isso, é aconselhável manter as chaves privadas seguras e entender a sua importância. Cada usuário possui uma chave privada e a outra pública. No caso, o que pode ser compartilhado para receber moedas são as chaves públicas. 

Como o nome já diz, a chave é “privada” então mantenha sua chave em sigilo e, de preferência, a mesma deve pertencer apenas a um único proprietário da carteira para que ele possa ter acesso único aos seus fundos. Afinal, caso a chave seja comprometida, a responsabilidade é unicamente do usuário.

Implementação de medidas de segurança adicionais 

Além das práticas básicas, existem medidas adicionais que você pode implementar para fortalecer a segurança das suas criptomoedas:

Utilização de autenticação em dois fatores (2FA)

A autenticação em dois fatores muitas vezes é uma camada obrigatória nas exchanges para que você consiga realizar negociações. Essa camada extra de segurança requer a apresentação de duas formas de autenticação antes de acessar uma carteira. 

Geralmente, o 2FA pode ser utilizado pelo Google Authenticator ou o aplicativo de autenticação Authy, onde depende exclusivamente de mensagens SMS para receber o código de autenticação para fazer as negociações.

Utilize senhas fortes e diferentes 

Algumas pessoas acham mais prático colocar a mesma senha para todas as contas que criam. No entanto, isso aumenta o risco de invasões, já que é necessário ter acesso apenas a uma senha. Por isso, busque criar senhas fortes e exclusivas para cada carteira de criptomoedas.

Cuidado com golpes de phishing e malware direcionados a carteira de criptomoedas

Os golpes de phishing e malware são ameaças comuns no ecossistema financeiro. Os atacantes podem tentar enganá-lo por e-mails, mensagens de texto ou sites falsos que parecem legítimos, levando-o a inserir suas informações de login ou baixar arquivos maliciosos. Essas ações podem comprometer suas chaves privadas e levar à perda dos seus fundos.

Para evitar tais golpes, é importante tomar cuidado com os links que você clica em qualquer site ou rede social. É válido também verificar cuidadosamente os remetentes de e-mails para ter mais segurança e não compartilhar informações confidenciais. 

Mantenha sempre os dispositivos protegidos e instale um antivírus confiável no local onde vai acessar sua carteira e guardar suas criptomoedas. Assim, além de escolher um local seguro para armazenar seus ativos, estará criando mais uma camada de segurança para não ter problemas futuros. 

Conclusão

Com as diferentes formas de guardar e manter seus ativos seguros, sua jornada no ecossistema cripto será mais leve e poderá desfrutar dos ativos digitais disponíveis na corretora. 

Entretanto, vale destacar que a responsabilidade de buscar a melhor forma de guardar suas moedas é completamente sua. Ao adotar tais práticas sólidas de segurança, como as que foram mencionadas, você reduz os riscos de perda, roubo ou comprometimento das moedas digitais. 

A segurança cibernética está em constante evolução e, por isso, é importante sempre se atualizar sobre as melhores práticas para manter suas criptomoedas seguras, afinal esse processo é contínuo e exige acompanhamento constante. 

Caso queira continuar aprendendo e se manter informado sobre o mercado cripto, continue acompanhando a CoinEx e não deixe de comentar em nossas redes sociais quais conteúdos gostaria de ver por aqui. 

Artigo Passado
O que é lastro financeiro
Artigo Próximo
O que é um token ERC-721