Fiat Zona de iniciantes
Fazer Login
Academia de CoinEx

O que é uma Operação de Carry Trade e quais são os riscos?

2023-07-21 09:10:07

Carry trade é uma estratégia de negociação que envolve investidores aproveitando as taxas de juros baixas oferecidas pelas moedas fiduciárias para economizar dinheiro em criptomoedas que dão um rendimento maior.

Portanto, a abordagem de carry trade para criptomoedas é exatamente idêntica a uma estratégia padrão de carry trade, que apresenta uma moeda de baixo rendimento para financiar um investimento em uma moeda de alto rendimento.

As estratégias de carry trade típicas exigem o uso de uma moeda com rendimento mais baixo. Vamos falar mais sobre as operações de carry trade.

O que é Carry Trade?

Um carry trade é uma estratégia em que um investidor toma emprestado uma criptomoeda com uma taxa de juros baixa (como o Bitcoin) e usa os fundos para comprar outra criptomoeda com uma taxa de juros mais alta (como uma stablecoin). O investidor então ganha a diferença entre as taxas de juros como lucro.

Essa estratégia pode ser arriscada, pois o valor da criptomoeda emprestada pode flutuar e o investidor pode acabar devendo mais do que o valor dos ativos que comprou.

Além disso, é essencial observar que, embora a taxa de juros das criptomoedas possa ser maior do que os ativos tradicionais, a volatilidade das criptomoedas pode ser muito maior, o que torna o investimento mais arriscado.

Exemplo de Carry Trade

Um exemplo de carry trade em cripto seria um investidor pegando emprestado 1 Bitcoin (BTC) a uma taxa de juros baixa de 2% ao ano. O investidor então usa o 1 BTC emprestado para comprar 100 Ethereum (ETH) a uma taxa de juros mais alta de 5% ao ano.

O investidor então detém os 100 ETH e recebe os juros sobre eles, obtendo um lucro de 3% ao ano (5% - 2%) como diferença de taxa de juros.

É importante observar que a taxa de juros real pode variar dependendo da plataforma ou exchange utilizada. Além disso, o valor dos ativos flutua, então o investidor deve monitorar as condições do mercado e, se o valor do bitcoin cair, pode ser necessário colocar mais dinheiro para cobrir sua posição.

Quais são os Riscos de uma Operação de Carry Trade?

Antes de se envolver em carry trades, o investidor deve considerar riscos como regulamentos, estabilidade de mercado, estabilidade política, segurança cibernética, riscos de plataforma e riscos de contraparte.

Portanto, é essencial realizar uma pesquisa completa, entender as condições do mercado e ter um portfólio bem diversificado antes de considerar o carry trade de criptomoedas. Também é necessário ter uma estratégia adequada de gerenciamento de riscos para minimizar possíveis perdas.

Abaixo estão alguns dos riscos de carry trade:

Volatilidade

Os mercados de criptomoedas podem ser altamente voláteis e o valor dos ativos envolvidos em um carry trade pode mudar rapidamente. Isso pode resultar em perdas significativas para o investidor.

Liquidez

Algumas criptomoedas podem ser menos líquidas do que outras, dificultando a entrada ou saída de um carry trade quando necessário.

Taxa de juros 

As taxas de juros das criptomoedas podem mudar, afetando a lucratividade do carry trade. As taxas de juros mais baixas fornecidas pelas moedas fiduciárias padrão geram mais benefícios para os traders comprarem ativos de risco, menos incentivos para manter moedas fiduciárias passivamente e incentivos mais significativos para depositar dinheiro em contas de poupança de criptomoedas de alto rendimento.

Isso ocorre porque manter moedas fiduciárias passivamente gera menos juros do que negociar ativamente com elas.

Risco regulatório

Os governos em todo o mundo, possuem diferentes regulamentos em relação às criptomoedas, o que pode mudar e afetar o carry trade.

Risco de mercado

  1. A alta volatilidade pode aumentar o risco de perdas no carry trade, pois as taxas de câmbio podem flutuar rapidamente, resultando em possíveis perdas.
  2. Se a volatilidade for alta, torna-se mais difícil prever quais moedas terão as diferenças de taxa de juros mais favoráveis, dificultando a seleção das oportunidades de carry trade mais lucrativas.

Instabilidade política

Eventos econômicos ou políticos podem afetar o valor de uma criptomoeda, o que pode afetar o carry trade.

Cibersegurança

O risco de ataque hacker ou outras ameaças de segurança cibernética pode resultar na perda de ativos, ou informações pessoais.

Risco da plataforma

O risco de falha na plataforma ou na exchange também pode afetar os carry trades. Se a plataforma na qual o carry trade é conduzido tiver dificuldades técnicas ou falhar, isso pode interromper a negociação e potencialmente resultar em perdas.

Isso pode acontecer por vários motivos, como ataques cibernéticos, falhas técnicas ou erros operacionais.

Se a plataforma ou exchange ficar off-line, isso pode impedir que os traders saiam de suas posições, resultando em perdas potencialmente significativas se o mercado se mover contra eles.

Além disso, se a plataforma ou exchange for invadida, as informações da conta e os fundos dos traders podem ser comprometidos, resultando em perdas financeiras.

Risco de contraparte

O risco é que a contraparte na operação não cumpra com o prometido, o que pode resultar em perdas para o investidor.

Perguntas frequentes:

1. O carry trade é lucrativo?

Carry trades podem ser lucrativos, mas também apresentam um alto nível de risco. O potencial de altos retornos pode ser atraente para os investidores. Ainda assim, a natureza altamente volátil do mercado de criptomoedas significa que o valor dos ativos envolvidos no carry trade pode mudar rapidamente, resultando em perdas significativas.

Além disso, as taxas de juros das criptomoedas podem mudar rapidamente, afetando a lucratividade. Portanto, é fundamental realizar uma pesquisa minuciosa, entender as condições do mercado e ter um portfólio bem diversificado antes de considerar o carry trade.

2. Qual é a diferença entre carry trade e arbitragem?

Carry trade e arbitragem são estratégias de negociação, mas diferem em sua abordagem e nas condições de mercado subjacentes que exploram.

Carry trade é uma estratégia em que um investidor toma emprestado um ativo de baixo rendimento e usa os fundos para investir em um ativo de maior rendimento. O investidor ganha a diferença entre as duas taxas de juros como lucro.

A arbitragem, por outro lado, é uma estratégia que envolve comprar e vender o mesmo ativo em diferentes mercados ou por meio de várias plataformas para aproveitar as discrepâncias de preços. O objetivo da arbitragem é lucrar com a diferença no preço de um ativo em dois mercados diferentes.

Em termos simples, o carry trade é uma estratégia que explora a diferença na taxa de juros e a arbitragem é uma estratégia que explora a diferença no preço do mesmo ativo.

Artigo Passado
Como os Domínios Web3 se diferenciam dos Domínios Tradicionais?
Artigo Próximo
Analisando as diferenças entre Web2 e Web3