Fiat Zona de iniciantes
Fazer Login
Relatório de Pesquisa

Instituição CoinEx |Redes públicas focadas em privacidade: conheça a Oasis e Secret Network

2022-04-25 02:08:04

Privacidade é um rótulo que está ligado ao setor de criptomoedas desde o nascimento do Bitcoin. Uma das características mais proeminentes das principais redes blockchain, como Bitcoin e Ethereum, é que todos os registros de transações são completamente abertos e verificáveis.

Em adição, o endereço de cada usuário é gerado independentemente por meio de um algoritmo aleatório e todos os endereços são inerentemente anônimos. Esse anonimato é o que costumava estar no centro das discussões sobre privacidade nos primeiros dias da indústria blockchain.

Além de endereços anônimos, algumas soluções simples foram criadas no intuito de permitir transações mais privadas. No início, a maioria dos projetos focados em privacidade construíam suas soluções em torno da questão do anonimato e usavam criptografia complexa para ofuscar os detalhes das transações, protegendo, assim, a privacidade dos usuários e aprimorando a segurança das transações.

Simplificando, quando um endereço antigo é divulgado, os usuários podem transferir seus ativos para um novo. Esses projetos de preservação de privacidade oferecem apenas serviços como CoinJoin, cortando a conexão direta entre os endereços antigos e novos. 

No entanto, à medida que a tecnologia blockchain muda gradualmente da era BTC para a era de contratos inteligentes dominada pelo Ethereum, novos aplicativos trouxeram um impacto crescente nos sistemas de contas anônimas existentes. 

Hoje, os usuários de criptomoedas confiam em seus endereços para comprar avatares NFT, vincular sua presença de criptomoedas a contas de mídia social, manter nomes de domínio, salvar itens de jogos ou publicar artigos no Mirror. Essas atividades tornaram cada vez mais caro manter um endereço cripto anônimo.

 

Além disso, as transferências anônimas agora quase não são mais possíveis devido a operações cada vez mais complexas. Como tal, as soluções comuns de preservação de privacidade baseadas no CoinJoin geralmente não atendem às novas demandas.

Portanto, a indústria de blockchain precisa de soluções de privacidade mais avançadas que permitirão que os usuários ocultem as criptomoedas que possuem, mesmo que seus endereços baseados em identidades reais já sejam públicos.

Com essas soluções, os investidores não precisarão mais se preocupar com divulgações de informações ao interagir com os protocolos DeFi. Inclusive, eles podem optar por divulgar as NFTs que compraram e que estão armazenadas em um endereço de carteira. 

As primeiras redes públicas de preservação de privacidade, como Monero e Zcash, não atendem a essas demandas, pois não suportam contratos inteligentes, e o mercado precisa de novas chain públicas de preservação de privacidade programáveis para atender a essas novas necessidades.

Atualmente, duas redes públicas suportam contratos inteligentes e permitem configurações de privacidade personalizadas para transações on-chain:

 Oasis Network;

Secret Network.

Hoje, vamos mergulhar nesses dois projetos. 

Dados do Instituto CoinEx

Secret Network

A Secret Network é uma rede pública de Camada 1 construída usando Cosmos SDK e Tendermint BFT que suportam, de forma independente, computação de preservação de privacidade. Como outras chains baseadas em Tendermint, a Secret Network tem um tempo de bloqueio de cerca de seis segundos e pode processar milhares de transações por segundo. 

Atualmente, a rede suporta 50 validadores ativos com uma média de 167 delegadores por node. Como membro do ecossistema Cosmos, a Secret Network integra-se perfeitamente ao protocolo cross-chain IBC e permite interações rápidas com outras chains públicas no ecossistema Cosmos.

Redes públicas convencionais como ZCash e Monero ou dApps Ethereum como Tornado podem ofuscar um pouco o fluxo de criptoativos e, portanto, são ótimas para negociações privadas ou armazenamento de riqueza, mas não podem satisfazer o anonimato ou segurança dentro desse novo cenário financeiro. 

Para que uma rede de privacidade atraia usuários na era DeFi, seus recursos devem se estender à camada de aplicativos. Isso é exatamente o que a Secret Network traz às tecnologias existentes de preservação de privacidade. Por meio de pontes cross-chain e instalações DeFi e NFT, a rede cria a base de um ecossistema de aplicativos on-chain.

 1. Secret Bridge

A liquidez é essencial para um ecossistema em seu início na Camada 1.

Uma das principais soluções da Secret Network é conectar-se a outras redes, bases de usuários e pools de liquidez existentes. Com a estrutura de incentivos certa, a rede pode compartilhar a atividade econômica gerada por outras blockchains sem gastar recursos em excesso, construindo uma nova economia do zero.

O projeto lançou sua primeira ponte cross-chain em 15 de dezembro de 2020, estabelecendo conexão com o Ethereum. Desde então, também implantou pontes BSC e Monero, como a porta de comunicação para a Astar Network em desenvolvimento, e a ponte com o ecossistema Terra em rápido crescimento.

A interoperabilidade também foi um dos principais motivos pelos quais a Secret Network decidiu desenvolver o Cosmos SDK, que permite que os desenvolvedores adicionem novas funcionalidades por meio de módulos plug-and-play (ligar e usar). Um desses módulos implementa o protocolo Inter-Blockchain Communication (IBC), permitindo que as redes se comuniquem com outras chains habilitadas para IBC.

2. Secret DeFi

Para trazer fundos de outros ecossistemas ao Secret, apenas uma ponte cross-chain não é suficiente. Como rede pública de camada 1, a Secret também precisa de um ecossistema DeFi que forneça incentivos consideráveis que atraiam mais novos usuários.

A rede agora suporta SecretSwap, um token de governança para SEFI e um mercado de leilões peer-to-peer, que formam a base do ecossistema de aplicações.

3. Secret NFT

As propriedades de privacidade da Secret Network podem se estender a vários tipos de tokens, incluindo NFTs. Os Secret NFTs assumem as mesmas características dos tokens ERC-721 do Ethereum, oferecendo três novos recursos:

  • Ocultar a propriedade de itens raros;
  • Privatizar o campo de metadados (como uma assinatura NFT se conecta a dados off-chain como arte);
  • Controle de acesso ao conteúdo conectado.

A Secret NFT tem apenas alguns projetos de aplicativos no momento. Secret Heroes é o jogo inaugural da rede, e há um marketplace de NFT em andamento, de acordo com a última atualização do roteiro do projeto. 

Apesar do progresso lento dos projetos NFT, os esforços da rede representam sua exploração de tokens focados em privacidade.

Oasis Network (ROSE)

Oasis é uma blockchain escalável baseada no Cosmos SDK, e que também preserva a privacidade. Seus recursos privados são nativos — em outras palavras, essa blockchain é inerentemente confidencial, o que faz grande diferença se comparada a outras redes.

O ParaTime Cipher, que será lançado em breve pela Oasis, oferecerá suporte a contratos inteligentes que preservam a privacidade, onde os nodes são obrigados a usar uma tecnologia de computação segura chamada Trusted Execution Environment (TEE).

Os TEEs são análogos a uma caixa preta de execução de contratos inteligentes. Com o uso do gerenciamento de chaves, os dados criptografados vão para a caixa preta (Secure Enclave) junto com o contrato inteligente, onde os dados são descriptografados, processados pelo contrato inteligente e, em seguida, criptografados antes de serem enviados para fora do enclave seguro.

A caixa preta só precisa enviar mensagens de “sim” ou “não” por meio do contrato inteligente. Dessa forma, verifica a autenticidade das informações privadas carregadas por um usuário sem divulgá-las, o que resolve o dilema em que “dados privados são necessários, mas não podem ser divulgados”.

Essa abordagem é semelhante às provas de conhecimento zero (zero-knowledge proofs). Já o TEE, que se refere ao hardware, pode ser uma área de CPU de um dispositivo de computação (por exemplo, um telefone, um computador, etc.)

Além de seus recursos de preservação de privacidade, a Oasis também é escalável, o que é alcançado separando o consenso e a execução de contratos inteligentes na Camada de Consenso e na Camada ParaTime, respectivamente. Ambas são integradas para fornecer a mesma funcionalidade de uma única rede. 

A camada de computação da Oasis está atualmente dividida em 3 Paratimes que podem ser executados de forma independente. Cada um pode realizar diferentes tipos de cálculos, e então a Camada de Consenso pode chegar a um consenso sobre o estado dos resultados da computação, sem a necessidade de participar do cálculo das transações.

Com essa flexibilidade, cargas de trabalho e atualizações processadas em um ParaTime funcionarão em sincronia com consenso para garantir de forma independente a segurança e a finalidade da rede sem afetar outros ParaTimes.

Além da camada de computação, a camada de consenso da Oasis usa o mecanismo de consenso PoS. Cada validador ingressa na rede de forma descentralizada e verifica as transações que ocorrem. Tal divisão é um destaque da Oasis. 

Comparada com outras redes públicas, embora a Oasis não tenha vantagens importantes em alguns aspectos (como TPS), ela possui processamento paralelo de transações e proteção de privacidade, tornando-a uma chain pública mais completa em termos de funcionalidade.

Conclusão

Para resumir, as preocupações com a privacidade serão um tópico cada vez mais importante no futuro. Considerando a sua enorme demanda, é muito provável que um projeto Alpha surja na categoria. No momento, a maior preocupação no segmento não é a privacidade em si, mas o alto custo, a ineficiência e as experiências ruins dos usuários na busca por privacidade.

Como tal, muitas tecnologias de privacidade ainda precisam ser adotadas pelo usuário comum. Os investidores preferem aplicativos com alta eficiência e baixo custo. Portanto, as redes públicas com foco na privacidade devem prestar mais atenção ao desenvolvimento de seu ecossistema, roteiro tecnológico (se compatível com EVM), questões de desempenho (como TPS), taxas de gás, etc.

À medida que as chains públicas que preservam a privacidade expandem seus ecossistemas e melhoram a experiência do usuário, veremos o surgimento de projetos premium e utilizáveis nessa indústria.

Por agora, vamos aguardar com grandes expectativas o desenvolvimento das redes públicas de privacidade!

Artigo Passado
ViaBTC Capital | Passos para o desenvolvimento de blockchain: construção de infraestrutura
Artigo Próximo
CoinEx Charity|Semeando a Mudança de Vida de Crianças Carentes Com Um Presente